Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos á Fernando Pessoa

Neste blog tratarei de falar-vos de poesia, nomeadamente de boa poesia. Espero que gostem...

Desabafos á Fernando Pessoa

Neste blog tratarei de falar-vos de poesia, nomeadamente de boa poesia. Espero que gostem...

Os miseráveis: livro ou filme?

30.08.16, S.C.Jesus

 

    Este grande clássico de Victor Hugo é dos romances mais memoráveis da literatura francesa e mundial. 

Os miseráveis relata os acontecimentos posteriores a revolução francesa, apresentado-nos um povo revoltado e esfomedo. Um povo desiludido com a sua nação, obrigado a servir de novo a um rei. É neste ambiente de miséria que conhecemos de Jean  Veljan, um homem que é condenado ao exílio por ter roubado apenas um pedaço de pão. Quando é lhe concebida liberdade condicional, ele foge e procura o caminho da redenção. 

 

 

    Só quando conhece Fanine, uma mulher obrigada a prostituir-se para sustentar sua filha, que o caminho de Veljan muda de direcção. Ele compromete-se perante a morte dela, de cuidar da sua filha e dar-lhe o seu nome. 

Cosete, uma menina que viveu toda a sua vida fechada no covento, não compreende o motivo de seu pai não querer falar do seu passado. Marius, um jovem nobre que está do lado da ressistencia, apaixona-se por Cosete e por ela é capaz de cometer as maiores loucuras. E o último miserável, mas fundamental na nossa história, a jovem Eponina que ama em segredo Marius e sofre em silencio pelo seu amor não ser correspondido. 

   Ao longo da obra sofremos com a jornada de Jean Veljan, não compreendemos o motivo de Javert odiá-lo tanto. E queremos que ele encontre a almejada felicidade. Também amamos a doce Cosete, a relação estabelicidade entre ela e Veljan é das mais emocioantes da literatura universal. 

Victor Hugo descreve com minusidade o ambiente vivido na França, a miséria e a revolução. Os miséraveis não é apenas a história de Jean Veljan e de Cosete, é também a história de um povo que luta pela sua liberdade e que jamais desiste da sua pátria.

 

 

   A adaptação feita em 2012 é , na minha opinião, a melhor até agora realizada. Teve tanto sucesso que ganhou o Óscar para melhor filme, e o Óscar para a melhor atriz secundária ( Anne Hathaway, no papel de Fanine). 

A equipa aventurou-se em transformar este grande clássico num musical, e o resultado foi um filme de qualidade exemplar. É de louvar principlamente as intrepretações de Fanine, Jean Veljan e Eponine.

 

 

   Os momentos mais emocionates é a intrepretação " I dreamed I dream"; quando Valjen descobre o amor através de Cosete; a canção de desespero de Eponine; a música da revolução.

 

 

 

 

 

  

  Difícil é afirmar qual dos dois é melhor: livro ou filme. Não consigo escolher. Pois existem passagens que prefiro no livro, o romance de Marius e Cosete, enquanto que no filme simpátizo mais com Eponine. E personagens mais no filme, como é o caso de Eponina. E na vossa opinião: qual dos dois é o melhor? Preferem o livro ou filme? Deixem as vossas opiniões nos comentários. 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.