Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos á Fernando Pessoa

Neste blog tratarei de falar-vos de poesia, nomeadamente de boa poesia. Espero que gostem...

Desabafos á Fernando Pessoa

Neste blog tratarei de falar-vos de poesia, nomeadamente de boa poesia. Espero que gostem...

Melhores leituras de verão

por S.C.Jesus, em 05.08.18

        O Verão tem sido uma temporada repleta de banhos de sol, caminhadas e viagens. Este tem sido um ano fantástico com muitos livros e experiencias maravilhosas.

Ultrapassei a muito o meu objectio de alcançar os 100 livros. E neste Verão consegui chegar ao patarmar dos 200.

Seguidamente enumerarei alguns dos melhores livros que li nestas férias:

- Orlando: Um clássico de uma das escritoras preferidas. Virgínia Wolf, escritora inglesa do século XIX e com uma escrita modernista. É principlamente conhecida pelas obras "Mrs Dalloway"; "Rumo ao Farol" ( na minha opinião uma das suas melhores obras) e esta obra que abordarei.

Orlando é um relato biográfico de uma figura que era homem e de repente se transforma em mulher. O mais importante não é a personalidade de Orlando ( apesar de ser uma personagem bastante complexa) mas o ambiente e tempo em que se passa a narração. A idade de ouro da rainha Isabel II e a da revolução industrial no reinado da rainha Victoria

- A cidade e as serras: É um romance de Eça de Queirós. O precursor do realismo em Portugal. As suas obras são fontes de críticas e ironias a sociedade do seu tempo. Neste livro, Jacinto é um homem do campo mas necessita de viver nas grandes civilizações. Pelo contrário, Zé vive tranquilo nas serras e não gosta da confusão das cidades. Ao longo da narração, os dois vão aprenderendo que tanto as cidades como as serras tem os seus benefícios e as suas dificuldades

- Da terra á lua: Jules Verne é dos maiores escritores de ficção científica. Foi um grande visionário. E nesta obra ele volta a prever mais um grande acontecimento. A chegada do homem a lua. Algo que parecia fantasiosa mas mudou completamente os padrões da humanidade.

- O rei do inverno: Uma releitura realista da lenda do rei Artur. Artur é visto nesta história mais como um guerreiro do que um heroí predestinado. Merlin parece um fantasma e Lancelot não é o cavaleiro perfeito. Derfel e Nemie são as personagens que narram as história e que se destacam

- O sangue dos outros: Primeira obra que leio de Simone de Beauvoir, e não me desiludiu. Personagens independentes que lutam para atingir os seus objectivos. Tal como Satre, Simone pertence ao movimento existencialista e por isso os seus romances são bastante reflexivos.

The terror livro vs série

por S.C.Jesus, em 17.07.18

The terror é uma série de suspense terror produzida pelo canal AMC e baseada na obra de Dan Simmons. É inspirada numa história veridica de uma expedição ao Artico em que duas embarcações ficaram encalhadas no gelo. Isso fez com que surgissem várias teorias... Como ter existido uma "Criatura" que matou cada um dos tripulantes dos navios.

As imensas diferenças entre a série e o livro. A mais evidente é o final. No livro Francis consegue regressar a Inglaterra enquanto que na série Frances decide viver com os esquimós.

 

O que se mantém? 

 

Alguns dos diários de bordo que relatam na obra. O papel de Mr.Hicken mantém-se. É o revoltouso, que não confia nas decisões do seu capitão e organiza um motim. 

 

    É ele que coloca os homens uns contra os outros. É capaz de matar para salvar a sua própria pela. Tem o destino que merece....

 

A personagem mais completa e mais interessante (ao contrário do livro que era Francis) é o comandante James. Intrepretado pelo brilhante actor Tobias Menz. Filho de um pai  ingles e mãe portuguesa. Envergonha-se das suas origens e irá provar que pode ser um verdadeira líder. Forma um grande laço de amizade com Francis. O seu fim não é injusto, mas fiel ao livro.

 

Lady Silence é outra das personagens que intriga e fascina os espectadores. Parece ser amiga da criatura. Uma espécie de bruxa. Mas ao mesmo tempo ajuda a tripulação de Francis. O salva quando o encontra  beira da morte. E através dela que conhecemos a tribos de esquimós. Um povo que sabe sobreviver nos destinos mais inóspidos.

Para concluir. A série superou o livro. Por torna-se um pouco confuso. A adptação chegue a mesma conclusão do livro mas de um modo mais simples. A " verdadeira" Criatura" nada é mais do que os nossos próprios medos. Quando nos encontramos num ambiente desconhecido a nossa vida é capaz de criar imensos "monstros" que nos impedem de seguir em frente.

 

Pretendo voltar a publicar as minhas crónicas. Fiquem atentos que provavelmente sairá este semana!

 

Filmes clássicos

por S.C.Jesus, em 12.07.18

A opinião de hoje abordará alguns filmes mas dará especial relevo ao filme "Princess Bride", que tal como "Love Simon" é baseado num livro.

 Vou ser sincera. Não custmava assitir muitos filmes clássicos. Um dos primeiros que vi foi "Quanto mais quente melhor" é que a protagonista era Marilyn Monroe. Um filme muito divertido em que ela mostra os seus dotes músicas. Que voz doce ela tinha!

 

Outro clássico que me marcou foi "E todo o vento levou". Nunca li a obra. Mas fiquei completamente apaixonada pelo filme. Apenas não me agradou o final. Scarlett OHara era sem dúvida uma belíssima e talentosa nascinada no ínicio do século XX. O que mais agradou-me no filme foi o amor intempestivo entre Vivian e Rhett.

 

Um clássico que assisti recentemente, e que já publiquei a opinião do livro, foi "O carteiro de Pablo Neruda". Amo os sonetos de Neruda. E esse fime já entrou para lista dos meus preferidos. Por tratar de uma amizade genúina entre um simples carteiro e o poeta chileno.

 

 

Por fim abordarei o filme clássico que li hoje. Primeiro adianto-vos que li o livro primeiro e me prendeu completamente. É um conto de fadas modernos. O filme tem mais acção e premite-nos visualizar as cenas de  romantismo entre Weslay e a sua princesa. Adorei também a história de Indigo e Fizzy.

 

 

      Este é o  nobre Indigo. Exelente espadachim. Apenas derrotado pelo homem de negro, que acaba por tornar-se num dos seus melhores amigos

 

O rei é o noivo da princesa, um dos vilões da história que faz todo para separar Wesley da sua amada. E o outro senhor é o conde e o responsável pela morte do pai de Indigo. O Indigo verá de todo para vingar-se da morte do pai, inclusive matar.

 

 Este é o meu  momento preferido de todo o filme. Pois é quando a princesa descobre que o seu amado não está morto. Ele é agora um temível pirata mas fará de todo para premanecer ao seu lado. Mesmo que isso signifique sofre a mais terrível das dores.

É com este menino que a história começa. Pois todo o filme é narração da história que um avó conta ao seu neto. E ele acaba por se render as aventuras e aos momentos de paixão do livro. O avó consegue que o menino cative o gosto pela leitura

 

O que acharam desta opinião? E para quem já asistiu o filme, aconselho a ler o livro é uma daquelas histórias recheadas de aventuras de piratas, bruxas, principes e princesas. E claro é a história de um grande amor que dura para sempre. O que pensam? Acham que o filme é melhor do que o livro ou vice versa?

 

No grupo do blog está rolando uma sondagem. Para eu saber que tipo de posts gostam mais. E conforme o resultado eu farei mais posts sobre esse tópico.

 

Enquando isso. Boas férias, aproveitem para lerem e assitirem bons filmes!

Love Simon livro vs filme

por S.C.Jesus, em 09.07.18

 

      Como tinha prometido hoje vos trago a opinião sobre o filme "Love Simon". Um filme que aborda os temas dos nossos tempos de adolescente, mas também refere a importancia de orgulharmos de quem somos.

Não importa se és negro, hetero, trans, gay ou lésbica. Todos nós merecemos viver uma grande história de amor. E não podemos nos deixar que a opinião dos outros valha mais do que a nosssa.

Simon é um rapaz normal como os outros. Com uma família super compreensiva e um monte de amigos que estão sempre dispostos a ajudá-los. No entanto, ele possui um grande segredo. Ele é gay. Ninguém sabe. Nem mesmo os seus amigos. Mas todo mundo quando de repente alguém assume que é homossexual. 

Simon cria coragem e começa a falar com esse rapaz sob um nome de falsa, tal como o outro faz. Ambos mantém as suas indentiades verdadeiras escondidas até ao fim.

Blue é a melhor personagem do filme e do livro. Mas no filme precebe-se no ínicio quem é ele. Enquanto que no livro a suspense fica até o fim. Blue para além de ser gay, é também negro e judeu. 

 O perconceito deve acabar. Os homessexuais tem os meus direitos do que nós. Está na hora do mundo aceitar quem é diferente. E simplesmente deixar que cada um seja feliz a sua maneira.

 

Outra personagem que amo é a Leah, a melhor amiga de Simon. Ela acabou por admitir que estava apaixonada por ele depois descobir que ele era gay. No entanto, tal acontecimento não abala a amizade de ambos. Tal como o livro ela tem uma forte personalidade que é pouco compreendia por poucos. 

E que dizer de Martin? Tal como no livro ele é um chato que só faz asneira ao longo da jornada do Simon. Mas no fim acaba por fazer algo de bom pelo nosso protagonista

 

Um dos grandes momentos do filme foi a festa de Hallowen a par como o momento de revelação do Blue. Não há grandes mundanças, o filme encontra-se muito semelhante ao filme. Apenas no livro não demonstra que o Blue é negro. Gostei dessa diferença no filme. O Blue é maravilhoso, mesmo que ele estivesse todo pintado vermelho. Foram as suas frases inteligentes e motivadoras que tornaram o livro e o filme nalgo único.

 

Espero que vos tenha agradado. Aconselho-vos a assistir este filme, mas leiam o livro antes. 

Tag do semestre

por S.C.Jesus, em 06.07.18

 

 PERGUNTAS:

1- O melhor livro que você leu até agora, em 2018.

Ulysses de James Joyce. Uma obra que possui um belo enredo, que passa em Dublin e possui exelentes referencias de obras classicas tanto inglesas como francesas

 2- A melhor continuação que você leu até agora, em 2018.

Crime em Via àpia de Steven Saylor, da saga Roma-Sub rosa, é um conjunto de livros que segue a jornada de Gordiano, o descobridor ( especie de dectetive privado na Roma Antiga). Este volume possui o caso mais supreendente e resolve o caso com a ajuda do seu filho Eco

 

3- Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

Os que se divertem ( A comédia da vida) de Luzia; auto-denominada " Eça de Queiros das sais"

Esta é a sinpnose:

Os que se divertem (A comédia da vida) foi pela primeira vez publicado em 1920, causando agitação no mundo das letras portuguesas. Numa época em que as mulheres apenas se atreviam a escrever sobre pedagogia, Luzia lança esta obra que se assume como singular pelo seu carácter inovador e mordaz. 

Nada escapa ao seu olhar acutilante, dos políticos à moda, dos hábitos culturais à alta sociedade, todos são alvo da sua ironia, destacando-se, acima de tudo, a crítica feroz a uma sociedade que rejeita, mas à qual pertence. O sucesso estrondoso da obra foi, também, atestado pelas suas reedições posteriores. 

Chegou finalmente o momento de a resgatar do esquecimento, e de trazê-la de novo ao público, nesta edição anotada e comentada, que porá certamente um sorriso travesso em quem a ler, constatando que o que é retratado no livro continua tão atual como em 1920

 

4- O livro mais aguardado do segundo semestre.

O mesmo mencionei em cima

 

5- O livro que mais te decepcionou esse ano.

 

Và aonde seu coraçao mandar. Disseram-me maravilhas da escritor, e a leitura ficou aquém das expectivas

 

6- O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Song of Solomon, è mais de um livro que aborda a cultura negra e os seus sofrimentos. A obra dà-nos esperança e nos mostra um mundo melhor. O que achei mais belo neste livro? O facto de existir uma oraçao intitulada " A cançao de Salomao". Um livro muito poderoso!

 

 

 

7- Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

Simon vs Homo Sapiens Agenda. Foi um livro que li pelo facto de o seu filme ter saido a pouco tempo, e antes de ve-lo queria ler a obra. Foi uma historia adoravel, que retrata a fase da adolescencia e do amor homossexual de um modo muito doce

 

 

 

8- A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Amadis de Gaula. Desde dos meus tempos de adolescente que amo romances de cavalaria, por causa do Walter Scott. E sempre sonhei encontrar o meu cavaleiro andante...

 

9- Seu personagem favorito mais recente.

Margaret, da obra Norte e Sul. Uma personagem feminina de personalidade forte que nos lembre as heroinas Jane Eyer e Elizabeth Bennett 

 

 

10- Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

Na verdade neste semestre ainda nenhum livro me fez chorar. Mas o que teve mais perto foi " Call me by your name"

Tanto o livro como o filme quase me fizeram chorar

 

 

11- Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

Laços Eternos. Fez-me lembrar os momentos felizes passados em familia

 

 

 

12- Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2018.

Vou ter de me voltar a repetir. Call me by your name, que estive inclisive nomeado nos oscares

 

13- Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

A resenha que fiz do livro de poesia francesa

 

14- O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

Orlando, Virginia Wolf. Uma das minhas escritoras preferidas

 

 

15- Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

A garota dinamarquesa. Vi o trailer do filme e parece ter um enredo supreendente

Pretendo na quarta ou na sexta fazer a resenha do filme Love, Simon

Um bom fim de semana!

Os melhores 15 livros de 100 livros

por S.C.Jesus, em 03.07.18

  Começaram a duas semanas as minhas férias mais jà consegui ler mais 50 livros. Farei o top dos melhores 15 livros que considero terem marcado esta minha etapa

 

15- Na charneca também hà flores

  

 Foi um livro de agradàvel leitura. Mas é apenas mais um livro que fala no mundo rural. Gostei do modo como a escritora descreveu a natureza, e de conhecer mais sobre o Alentejo. No entanto, o livro marcou-me pouco

 

14- Things fall apart

  O primeiro livro que leio de Chinua Achebe. Foi um bom começo.

Um livro que celebra a cultura negra com muito humor e historias. Possui palavras originarias do seu país. Achei engraçado o nome das personagens,

os missionários, os galos e todo o ambiente envolvente....

 

 
13- The Reader

 

Mais um autor estreia. Um livro que nos perturba e nos faz pensar nas nossas escolhas

Michael é um jovem excepcional e a convivência com essa mulher transforma-o num homem brilhante. Que casa, tem uma filha e se forma em Direito. Mas apesar de todo tem sempre em mente a sua musa e a visita nos últimos dias da sua visita. 

é uma leitura bastante forte. Aconselho a o ler a partir dos 14 anos. Antes pode perturbar as suas mentes. E também as pessoas sensíveis é melhor deixar passar este livro. Haverá outros livros do mesmo escritor que vos agrade. 

 

12- Ready Player One

  Um dos livros do momento. Uma distopia mas esta relacionada com o mundo dos video jogos

É uma história original. Não só apenas uma simples livro sobre jogos. Retrata um mundo virtual na qual o seu fundador deixa uma missão para os concorrentes. Encontrar três chaves que no fim levar ao ovo dourado. O grande vencedor será o dono da Osasis. Todos os concorrentes são avatares

Wade é o nosso herói, semelhante ao Harry Potter ele é órfão e o vencedor improvável. Os seus companheiros Artmtis e o Atch são personalidades cativantes. Principalmente a Artmtis , pelo qual Wade desenvolve uma paixão. 

 

11- Faust

  Mais um livro lido no original. Gosto do enredo. Mas como o meu alemao é o basico faltou algo para o livro me preender

Mas como já conheço a historia de Fausto através de Pessoa, e tem umas ilustrações lindíssimas de Klaus Ensikat. E claro Goethe é um escritor fenomenal. Peno que ainda tenho de ler as traduções para compreende-lo.

 

10- Marry Poppins

   Um dos clàssicos de literatura infantil inglesa

Mary Poppins é uma figura marcante da cultura inglesa. Vi o filme antigo que fizeram na Disney, e adorei a doçura como ela tratava as crianças e as

suas historias. Um bom livro para as crianças começarem a ler em língua inglesa. De leitura fácil e agradável. 


 

 

 

9- As aventuras do Pinoquio 

Finalmente li a historia original do Pinoquio. Um dos livros que marcaram meus tempos de criança. Mas eu a conheci através de outra versao

Talvez nem todos conhecem a sua história original. Que tal como eu tenham conhecido a versão resumida e com muitos desenhos. É tão bom ler o livro original e relembrar a nossa infância. A história do Pinóquio ensina as crianças serem sempre bondosas, respeitadoras e a cuidar dos seus pais.

Gostei principalmente dos diálogos do grilo falante e da fada. E clara das inúmeras aventuras da marioneta. A relação que tem com o seu pai é das mais bonitas de toda a literatura.

 

8- The catcher in the Rye

  Este é um daqueles livros que devia ter lido nos meus tempos de adolescente. Teria me ajudado muito

Relata um procurso de um jovem em busca de encontrar um rumo certo na sua vida. É inteligente, bom leitor, amante dos grandes clássicos. Mas envolve-se em muitos problemas e nunca gosta das escolas onde fica.

Lembrou-me o filme "O bom rebelde" na medida que os dois jovens são inteligentes mas as suas capacidades não são valorizadas na área certa. 

 

7- Simon vs the Homo Sapiens Agenda

  Um dos livros mais fofos que leio este ano!

Adoro o Simon e o Blue. O Blue que só revela a sua identidade no fim. E eu pensava que era o Martin? Mas ainda bem que não foi ele. Também o Martin um pouco estúpido. 

Simon é homossexual. Só que ninguém sabe, nem amigos nem mesmo os seus pais. Está como se diz "fechado no armário". O único que sabe o seu segredo é o seu amigo virtual Blue, em que ele comunica sempre por ele por email. Amo os mails deles dois. Tão queridos!

Outra personagem que adorei foi Leah. A grande amiga do Simon. Mas parece que se mete em montes de problemas...

Bem parece que meu amigo tinha razão.... " Simon vs the homo sapiens agenda" é mesmo um livro muito interessante e original!E repleto de doçura... Todo o que necessitamos é de alguém que nos compreenda e nos ame pelo que somos. Acho que esta foi a maior lição que tirei deste romance.

 

6- Les Fleurs du Mal

  Primeiro livro de poesia que leio em lingua francesa. Foi uma experiencia magica!

Baudelaire foi o fundador do simbolismo em França, e a sua poesia está coberta de patriotismo e sentimento. Lembrou-me o poeta português Antero de Quental.

 

5- O labirinto da Saudade

 

O livro mais estimulante e que mais me ensinou sobre a cultura portuguesa

Eduardo Lourenço é um grande ensaísta português.Suas obras não são de leitura fácil, mas nos fazem passar. Esta obra em questão fala de Portugal: a sua Cultura, a sua História, os seus grandes Escritores (Camões, Pessoa, Antero Quental, Eça de Queirós, Fernando Namora, Garret....)

Mas não representa só um elogia a nossa nação, é também uma reflexão de um tempo glorioso que já não volta. De um "mito" que parece que está morto. De um Portugal que perdeu um pouco sua glória depois dos Descobrimentos.

"O labirinto da saudade" não é um livro que aconselho para todos, pois nem todos conseguiram desvendas as encruzilhadas deste ensaio. Nem eu sei se consegui desvendar todas! Aconselho para quem procura um livro que aborde temas ligados a literatura e história portuguesa. E também tem de adorar filosofia pois o livro aborda muitos filósofos. 

 

4- El cartero de Neruda

O livro mais poetico que li!

"O carteiro de Neruda" foi outra das grandes revelações deste ano. E pretendo para o ano ler outro deste brilhante escritor, que soube retratar bem o grande Pablo Neruda.

 

3- A princesa de Cléves 

     Uma das maiores supresas deste ano! Desconhecia a escritora e fiquei impressionada com o modo como ela descreve a corte francesa e por criar uma mulher independente e feminista

 

2- A filha de Homero 

  Uma releitura das epopeias de Homero. Com mais uma mullher (princesa grega) de personalidade forte, que adora ouvir os cantos da guerra de Troia que o bardo canta na sua corte e se apaixona por um estrangeiro. Outra estreia!

 

1- Ulysses

 Este livro é o classico dos classicos. Narra a jornada de um heroi em terras de Sua Majestade. Tal como o Ulisses de "Odisseia" ele viverà muitas peripecias até encontrar o seu destino.

Espero que gostem destes livros. Voltarei em breve. Boas férias!

 

Mar negro ( livro de poesia)

por S.C.Jesus, em 06.06.18

" Mar Negro" é um livro escrito por  Paulo Sousa, natural da Madeira e que pertence ao grupo "Bem a poesia..."

É uma obra que celebra a vida, a morte, a nossa querida ilha da Madeira, a amizade e aos grandes artistas da literatura e da arte. 

A sua escrita assemelha-se á Espanca, Sophia de Mello Bryan Andresen e Pessoa. Como diz no perfácio « O meu " eu" é quem define o momento de "inspiração" , ou até mesmo a sua ausencia e distancia.Ele é que escolhe, tal como narrador em plena metarmorfose, mesclando-se como participante ou como ausente, fazemos com que a minha "inspiração" flua, ou não , adquirindo personalidade...» 

 

Foi um previlégio ler os seus poemas, amigo Paulo Sousa espero que um dia também tenha a oportunidade de ler um livro meu. Pois o seu exemplo me inspirou a tirar os meus poemas da gaveta e tentar publica-los. 

Para quem se interessar em ler a obra a Biblioteca Reginal do Arquivo, no Funchal possui um exemplar ou dois. 

 

Umas boas leituras e que vivem a poesia!

 

 

Lançamentos de livros

por S.C.Jesus, em 30.05.18

 

      A feira do livro do Funchal deste ano tem sido uma grande futuro. Tenho aproveitado para conhecer novos talentos e aproveitar os descontos dos livros. No total jà gastei 30 euros em livros. Tenho de me controlar...

As melhores conversas e lançamentes que assisti foi a do primeiro volume Coleçao Baltazar Dias e a do livro " 5 império - Ecos do futuro". O primeiro é um conjunto de textos que visa homenagear o grande poeta madeirense Baltazar Dias. Jà tive oportunidade de ler " As malicias das mulheres" e " Conselhos para casar" , e posso dizer- vos que constituem trovas cheias de humor e semelhantes as peças de Gil Vicente.

Para quem quer conhecer, Baltazar Dias foi um poeta cego natural da ilha da Madeira que estive bastante envolvido no mundo do teatro. Baltazar è lembrado nas terras de Vera Cruz e Sao Tomé e Principe. Deve-se a ele o nome do teatro municipal do Funchal, é alguém que vale a pena tomar conhecimento.

Quanto ao livro de Magno Jardim... Foi um verdadeira previlégio conhecer tal grande escritor e conhecer sua obra. Sendo uma dedicada admiradora de Fernando Pessoa era um livro que tinha de estar na minha estante. O seu livro recria de forma simples " A mensagem" de Pessoa. Com textos muito profundos e sinceros. Muito obrigada Magno Jardim por esta oportunidade, e por me ter dado tais bons conselhos!

Por fim, tambèm tenho de destacar o lançamento do livro digital " Introduçao à retorica do século XX" do professor Dr. Samuel Mateus, meu professor de Anàlise do Discurso meditiàtico, introduzido pelo professor Dr. Joaquim Pinheiro, meu professor de Estudos europeus e politicos. Foi uma apresentaçao muito enriquecedora e muito exclarecedora.

  Encontrei dois livros antigos na loja do Alfaberrario, um sobre o lider Gahdin e outro um romance de Walter Scott. Assim como comprei cadernos e làpis muito belos em " Palavras e Rimas".

Tem sido uma feira muito produtiva. Com musica, teatro com o talentoso " Teatro do bolo do caco" e muita poesia. Espero; que quem poder e tiver tempo; visite o Funchal e passe pela nossa maravilhosa feira do livro.

 

Uma continuaçao de boas leituras. E nos vemos na proxima opiniao!

The Sims Book Tag

por S.C.Jesus, em 19.05.18

 

Eu nunca foi muito adepta de videos jogos. Mas gostei desta tag e decidi faze-la. Enconterei-a no blog " Mel to the any". Todos os que se interessarem podem a fazer.

 

1- O sims original: o melhor autor recente

 

 Um livro e filme extarordinàrio! Rendi-me a escrita sensionalista de André Aciman

 

2- O ceifador: A morte mais triste 

 Muitas outras personagens podeia nomear, principalmente de Harry Potter. Mas decidi nomear a morte que mais me chocou. A da Tris, a protagonista da saga Divergente

 

3- Sims ficando preso: a personagem que ficou no caminho

   Fiquei dividida entre Rexus e Thanos. Mas sempre achei que Rexus devia ficar com Ceres. Thanos atrapalha o romance e a amizade que Rexus tem com a protagonista

 

4- Smlish: um livro com uma escrita fantàstica

 

     Fiquei absolutamente encantada com a escrita de Kate Chopin. Cada conto è especial. Mas " O despertar" è um verdadeiro marco, uma mistura de " Madame Bovary" e " Anne Karenine".

 

5 - Pacotes de expansao: uma sèrie de livros em que fica cada vez melhor

       Esta é uma das minhas sagas preferidas. Cada novo livro é uma nova aventura do meu casal favorito. Desejosa para ler o quarto.

 

6 - Batota: um livro que é completamante irrealista

  Este corresponde um dos livros mais idotas e sem sentido que li

 

7- Cumpre cumprimento: uma personagem que toma sempre màs decisoes

 

      Claire é uma protagonista fraca. Nunca faz a escolha certa. E è muito irritante

 

8- Erro codigo 12: uma saga que começa bem mas a sua continuaçao è mà

 

      O primeiro livro desta saga é muito interessante, principlamente pela mitologia indiana. Mas a sua continuaçao fica- se muito num triangulo amoroso, e a historia se perde um pouco

 

9- Vórtice Sims: um livro ou saga que realmente te fascinou

  A saga das pedras màgicas foi uma das sagas que mais me supreenderam e encantaram. Reune magia, vikings, feiticeiros e muitos mistérios. E melhor ainda é uma saga de fantasia portuguesa. 

 

Reading challenge 2018

por S.C.Jesus, em 13.05.18

  Ainda nem estamos no fim do ano mas conclui o meu desafio de leitura deste ano. Tem sido um ano de bons livros e descobertas. Sem mais delongas apresento-vos os meus 10 melhores livros deste ano. 

10 - Fahrenheit 451

 

O que aconteceria se os livros fossem queimados e desaparecessem do mundo dos homens? Se os queimassem para apagar a sua memória? Como seria o nosso mundo sem o conhecimento e a imaginação?

Fahrenheit 451 é elaborado através destas hipóteses. Inspirado no ano de 1933, quando os nazistas queimaram em praça públicos livros de intelectuais como Kafka, Marx, Thomas Mann, Albert Einstein e Freud. Nesta distopia, que não mostra ser um mundo muito mais avançado do que o nosso, são os bombeiros que controlam o mundo. Os bombeiros estão encarregues de queimarem os livros e perseguir quem detém o seu conhecimento.

 

 

9 - O velho Gringo 

 

 O velho gringo é inspirado em Ambrose Bierce, que tal como o velho, queria morrer na fronteira mexicana. Desapareceu e nunca mais foi visto. Carlos Fuentes possibilita-nos com a sua obra conhecer a profundidade das fronteiras humanas, e perceber que  ninguém é vilão apenas toma más decisões esperando no fim se redimir.

 

8- O agente secreto 

 

Conspirações conflituosas, relações conturbadas e anarquismo são alguns dos elementos desta obra. Tem um início um pouco lento. O que de facto o marca é a personagem Winne. Que tem um irmão que cuida como se fosse filha, e possui uma adoração pelo marido Verloc, que é o agente secreto, mas é capaz de actos violentos quando este prejudica a vida do seu irmão.

 

7- And the mountains echoed 

 

" And the mountais echoed" é um livro sobre a importância dos laços familiares, de mudanças e como os acontecimentos, principalmente os trágicos, transformam a vida de uma sociedade. Uma história comovente, que nos faz repensar as nossas próprias relações e a importância da nossa família.

 

6- O-Yone e Ko-Haru

Este é um livro singular, que nos transporta ao Japão e a vida intima do escritor. É surpreendente a profundidade deste livro, e o modo único como Morais descreve o exotismo japonês. A cultura japonesa é fascinante. Um país que presa as suas tradições, a família e a natureza.

" Ó-Yoné e Ko-Haru" destaca-se pelas suas narrativas únicas em que estão presentes as duas mulheres japonesas importantes da vida do escritor. É um obra que aborda os temas da morte e da saudade ao mesmo tempo que nos ensina o modo vida japonês.

 

5- O cavaleiro de bronze 

 " O cavaleira de bronze" é o início da trilogia Tatiana e Alexander . Uma história de amor contrabando que nos hipnotiza e nos choca. Até que ponto estamos dispostos a lutar por quem amamos? Terá Tatiana forças suficientes para continuar a amar um homem que a ama e a ignora ao mesmo tempo? 

A segunda parte de "O cavaleiro de bronze" destaca-se pelo desenvolvimento da história de amor entre Tatiana e Alexandre. Alexandre demonstra ser um verdadeiro cavaleiro neste livro, sempre preocupado com a sua Tatia e é capaz de todo para salvà-la. Continua a ser possessivo, controlador e ciumento. Mas todo é desculpado por entender-se que ele ama verdadeiramente a doce Tania. Entende-se melhor o misterioso Alexandre através dos episódios de guerra, em que ele luta para sobreviver e salvar os seus companheiros.

 

4- Mau tempo no canal

 

"Mau tempo no canal" é um retrato dos ilhéus açorianos. É a história de duas famílias rivais: os Clarks e os Garcia. Há quem retrate como "Romeu e Julieta " dos Açores , mas não creio que tal afirmação seja verdadeira. O único ponto em comum é a rivalidada entre duas famílias importantes.
É verdade que há um início de romance entre João Garcia e Margarida Dulmo Clark. Mas a paixão não é sufeciente para vencer os obstáculos. E mostrasse mais intensa por parte de João. Contudo, Margarida sempre teve o desejo de viajar e aventurar-se por outras paisagens.

 

3- Rumo ao farol 

 

Uma das leituras mais reflexivas e surpreendentes deste ano. Uma narração construída de memórias, emoções, lamentos e longos monólogos. Várias vidas entrelaçadas pela perda e pela infelicidade. 

A obra é baseada nas próprias memórias da infância da escritora, nomeadamente a morte da sua mãe Julia. A história destaca-se pelas duas grandes figuras femininas: Mrs. Ramsay e Lily. Mrs. Ramsay possui uma beleza intemporal comparada a rainha Vitória, uma mulher que dedica a sua vida ao marido e aos filhos. Parece ter uma família perfeita, mas na verdade é bastante solitária. Já Lily é uma mulher independente, nunca esteve disposta a se casar e dedica-se a pintura. A presença de Mrs. Ramsay marca profundamente a sua vida, e através dela que conseguimos entender melhor o mistério desta mulher.

 

2-Helena

 

"Helena" é uma obra prima de sensibilidade e tragédia. Helena e Estácio são duas almas vítimas do destino. Helena é uma figura marcada pelo mistério e pela doçura. Uma mulher que modifica o coração de D. Úrsula, uma mulher séria que não costuma demonstrar os seus sentimentos. Estácio encanta-se pela sua suposta irmã, e sofre as consequências de tal ligação. 

É uma narração que inicia e termina com a morte. Machado de Assis nos deslumbra com as suas paisagens melancólicas e as suas descrições sensíveis. Um escritor que em muito se assemelha ao meu adoro Eça de Queirós. Foi um verdadeiro prazer ler este clássico da literatura brasileira!

 

1- Historia do Novo Nome 

Um dos livros mais emblemáticos que li este ano! A história de Lenú e Lila está me encantando cada vez mais. Houve momentos que tive raiva de Lila mas outros a amei. Compreendi o seu sofrimento. Todos os erros que ela cometeu foi por causa do seu marido violento. Stefano revela ser um homem machista e muito controlador.
Enquanto Lila tem uma vida de sofrimento, Lenú continua os seus estudos e consegue ter sucesso na sua vida. Liberta-se da sombra da amiga.  Mas através dos cadernos dela continua a acompanhar a sua história. 

" História do Novo mundo" narra a juventude destas duas amigas, muitas riviravoltas acontecem nas suas vidas mas no fim ambas conseguem encontrar a paz que necessitam.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Favoritos